Como sair da zona de conforto

Sair da zona de conforto | Inês Petiz Coaching
Sair da zona de conforto | Inês Petiz Coaching
Photo by Sepehr on Unsplash

Precisas de sair da zona de conforto?
Vives com uma permanente mas ligeira sensação de desconforto, há algo que te incomoda, tens a sensação de que a vida não devia ser só isto e que devias estar a fazer mais por ti ou pelo mundo? E ao mesmo tempo vais-te deixando ficar agarrado à rotina, os dias continuam a passar e por muito que gostasses de mudar, achas que não é o momento certo?

Se te identificaste com as questões acima, estás a viver dentro da tua zona de conforto e ela já não te serve. Como a tua roupa favorita que um dia percebes que já não é bem do teu tamanho e já está tão usada que vais ter de deixar de a usar.

A boa notícia é que depende inteiramente de ti abrires uma porta para fora dessa zona de conforto desconfortável e começares a expandi-la para que volte a servir-te na perfeição, ou para que ganhes o gosto pelo desafio e optes por viver em constante crescimento, quem sabe?

Vamos a isso?

O que é a zona de conforto?

Vamos começar por perceber melhor o que é a zona de conforto e o que leva as pessoas a terem receio de sair dela e depois vou dar-te 2 exercícios incríveis para te ajudar.

Nós somos criaturas de hábitos e quando criamos uma rotina, ficamos confortáveis com ela, sentimo-nos seguros, porque sabemos o que vem a seguir, não há grandes imprevistos e por isso também não há grandes perigos. Podemos relaxar e trabalhar só para manter essa rotina.

O que acontece é que por variados motivos, a rotina que construímos pode já não fazer sentido para nós, pode já não servir para sermos felizes.

E aí entra a resistência à mudança. Afinal de contas, estivemos bem e seguros durante muito tempo, para quê mudar? E se mudarmos e ficarmos ainda piores? É preferível ficarmos como estamos. E por isso, muitas pessoas deixam-se arrastar anos e anos, às vezes vidas inteiras em trabalhos de que não gostam, em relações que já não fazem sentido, etc.

Se tiveres tendência para a ansiedade, o processo de sair da zona de conforto torna-se ainda mais difícil, uma vez que imaginas mil e uma coisas que podem correr mal e que te bloqueiam a capacidade de agir e de encontrar soluções.

Porém, há solução! E vou-te propor 2 exercícios diferentes que funcionam muito bem, mesmo para quem tem MUITA dificuldade em lidar com a mudança.

Passinho a passinho

Sair da zona de conforto - coaching
Photo by Dmitry Ratushny on Unsplash

Primeiro vamos começar pelo mais simples. Vais começar gradualmente a ganhar tolerância à mudança e à incerteza, mesmo que seja em áreas que não têm uma relação direta com o que sabes que tens mesmo de mudar.
O objetivo com este exercício é começares a explorar novas ideias e novas opções que normalmente não tomarias, para perceberes o que acontece na realidade quando mudas e fazes coisas diferentes.

Isso vai-te mostrar na prática que mudar não é tão difícil quanto parece e vai quebrar o padrão mais rígido e repetitivo em que tens vivido, tornando-te mais flexível e estimulando a tua vontade de mudar e melhorar.

E como é que fazemos isso, perguntas tu?
Começas com coisas básicas da tua rotina e vais introduzindo mudanças pequeninas e aumentando gradualmente.

  • Escolhes um tipo de série que nunca verias ou deixas outra pessoa escolher por ti e comprometes-te a vê-la até ao fim (pelo menos da primeira temporada),
  • encomendas comida de um restaurante diferente ou fazes uma receita nova,
  • vais às compras a um supermercado diferente do habitual,
  • dás um passeio por um caminho que não costumas usar,
  • experimentas uma combinação de roupas que não usas normalmente,
  • se costumas ler livros de papel, lê um ebook,
  • se não costumas ler de todo, pega num livro que tenhas em casa e comprometem-se a ler até ao fim

Qualquer mudança na rotina é positiva para te começar a familiarizar com coisas novas. E à medida que fazes isso mais vezes, as coisas novas vão-se tornando normais e depois rotineiras e quando dás conta, a tua zona de conforto expandiu e podes continuar a procurar coisas novas para continuares a expandir.

Agora vais preparar-te para a verdadeira mudança

Sair da zona de conforto | Inês Petiz Coaching
Photo by Nathan McBride on Unsplash

O segundo exercício vai ajudar-te a construir um caminho para uma mudança mais significativa que queiras fazer. O primeiro exercício soltou-te e agora o segundo vai desbloquear medos e inseguranças mais profundas para que possas realmente atrever-te a definir objetivos ambiciosos e lutar para conquistá-los.

O principal medo de sair da zona de conforto é não saber o que vai acontecer a seguir, certo?
E deixar que a imaginação corra solta e nos faça imaginar os piores cenários possíveis. Pois, neste exercício é mesmo isso que vamos fazer!

O quê? A sério??
Não vais dizer para não pensarmos nos problemas e nos focarmos na solução?? Neste caso não.

Vamos focar no problema por um momento.
Qual é a pior coisa que pode acontecer se fizeres a mudança que queres fazer?
Escreve a resposta num papel.
E o que vais fazer se isso realmente acontecer?
Escreve também a resposta.

Podes responder algo como: “se eu me despedir do meu emprego, posso não encontrar um novo emprego durante muitos anos e ficar sem dinheiro.
O que vais fazer se isso acontecer?
Vou ter de vender a minha casa e voltar para casa dos meus pais.
E o que vais fazer se isso acontecer?

Vai fazendo essa pergunta a ti mesmo até teres um plano para a pior hipótese possível. E lembra-te que essa é a pior hipótese!
Como te sentes agora?

Acabaste de construir um plano para pores em ação caso aconteça o pior. Se encontraste uma solução para o pior cenário, o que é que isso te diz sobre as tuas capacidades de resolveres o que te vier pela frente?

Pensa ainda, qual é a gravidade desse pior cenário daqui a 1 ano? E daqui a 10 anos?
Mudar é assim tão difícil e perigoso como achaste que seria?

Com estes 2 exercícios vais conseguir construir um caminho para fora da tua zona de conforto e vais poder expandi-la cada vez mais, até que tenha o tamanho que tu quiseres que tenha.
Faz os exercícios com calma, põe na prática e repete-os várias vezes, porque só assim podes aprender a ficar mais à vontade com a mudança.

Diz-me nos comentários se funcionou.